Conheça os melhores 5 exercícios para peito

Conheça os melhores 5 exercícios para peito


Exercícios para peito

Ter um peitoral definido e trincado é o sonho da maioria dos frequentadores de academias. Quando essa região começa a se destacar, pode ter certeza de que você está fazendo corretamente os exercícios para peito na musculação.

Ainda não vê resultados, mesmo se alimentando corretamente e treinando de forma insana? Deve ser porque, em seu treino, não estão incluídos esses 5 exercícios que listaremos agora. Confira!

1. Supino

Não tem como fugir! O supino é o exercício mais tradicional e que trabalha a maioria dos músculos peitorais, tanto superiores como inferiores. Ao recrutar quase todas as fibras musculares, é a base para o desenvolvimento que você procura, porque, além do peito, trabalha tríceps e ombros.

Ao deitar no banco, fixe os pés no chão e contraia os glúteos para manter as costas firmes. Desça lentamente o peso até o peito e suba de forma explosiva, tentando não movimentar os ombros.

Tenha cuidado com a amplitude do movimento, não afastando demais a barra do peito, o que torna o exercício menos eficiente e aumenta o risco de lesões. É a barra que torna o exercício mais estável e possibilita o uso de cargas maiores.

2. Supino declinado

Essa variação potencializa o supino, ou seja, recruta mais fibras musculares e ajuda a moldar o seu corpo. Em um ângulo abaixo de 30 graus, os pesos são levantados utilizando mais a parte central e inferior do peito do que os ombros.

Uma dica é variar na pegada para atingir todos os ângulos, pois cada um tem uma estrutura corporal diferente, sendo assim, deixe-a mais aberta ou mais fechada e vá sentindo, pelas contrações, onde está acontecendo o trabalho muscular.

3. Flexão com pesos

Também uma variação da flexão tradicional, a adição de pesos ao exercício diminui o número de repetições, mas, ao mesmo tempo, aumenta a hipertrofia. O aumento da carga faz os músculos trabalharem mais e, para isso, nem é preciso ter um equipamento especial, já que podem ser utilizados as anilhas das barras, um colete ou pesos com areia, colocados nas costas.

Para potencializar sua ação, faça o exercício com as mãos próximas umas das outras, o que causa uma ativação mais eficiente do peitoral.

4. Crucifixo

O crucifixo pode ser feito de formas variadas, mudando-se a disposição do banco: reto, inclinado ou declinado. Tanto o reto quanto o declinado trabalham a região peitoral maior, enquanto o inclinado, a região da clavícula.

Tenha cuidado ao executar o exercício — mantenha sempre as palmas da mão para dentro, posicione os halteres acima do tórax médio e faça os movimentos abertos para fora, dobrando levemente os cotovelos na descida e voltando em forma de arco para a posição inicial.

Procure a maior amplitude possível no movimento para obter melhores resultados. Para os iniciantes, é possível fazer o crucifixo em máquina, assim, há uma maior estabilidade.

5. Supino com pegada reversa

Apenas a alteração na forma de segurar a barra pode fazer toda a diferença! A pegada reversa, ou seja, quando os punhos estão virados para você, ativa ainda mais os músculos do peito.

Além disso, evita a mais temida de todas as lesões dos praticantes do supino — a dos ombros —, já que, quando a mão está virada durante o exercício, a pressão sobre eles diminui. O trabalho com o tríceps e o peitoral aumenta, assim como os resultados.

Cuide-se e faça corretamente os exercícios para peito

Cuide da sua alimentação, de seu sono e nunca treine em jejum. Existem suplementos que também podem ajudá-lo! Lembre-se sempre de dar um tempo ao seu corpo para se recuperar e tenha acompanhamento e orientação de profissionais especializados nesse tipo de treinamento.

Gostou do nosso conteúdo sobre os melhores exercícios para peito? Quer ler mais dicas sobre musculação, exercícios e nutrição esportiva? Siga-nos no Facebook, no Twitter e no Instagram!

 

Autor: André Alves da Silva

Criador da nutrição esportiva em farmácias de manipulação no Brasil. Sócio e CEO da Órion Farmácia de Manipulação Esportiva.

(4) Comentários

Deixe um comentário