Afinal, o que é a ginecomastia?

Afinal, o que é a ginecomastia?


Ginecomastia em idosos

Você já ouviu falar sobre ginecomastia? Sabia que esse distúrbio que provoca o aumento das mamas no homem atinge cerca de 38% da população masculina jovem? Suspeita-se que tal porcentagem possa estar aumentando devido ao uso de substâncias como suplementos alimentares e anabolizantes. Então, já deu para perceber que é um assunto na ordem do dia, não é mesmo?

Conheça agora um pouco mais sobre a ginecomastia e saiba como identificar seus sintomas, evitando progressão e o acarretamento de problemas mais sérios para a saúde masculina no futuro.

O que causa?

Apesar de muitos acreditarem que o aumento das mamas nos homens se deve apenas ao excesso de gordura, a chamada ginecomastia também ocorre quando o tecido mamário se desenvolve de forma anormal.

O distúrbio é causado especificamente por problemas de desregulação hormonal. O aumento de certos hormônios, como o estrogênio, estimulam o desenvolvimento das glândulas mamárias. Isso faz com que o tamanho e a forma do peitoral masculino passem a se assemelhar aos seios femininos.

Além desse aspecto físico, a ginecomastia pode levar ainda a constrangimentos associados a fatores psicológicos. Nesses casos, o indivíduo deixa de exercer suas atividades sociais e passa a ter vergonha de seu corpo.

Por ser mais frequente na puberdade, pouco se fala sobre seu aparecimento em outras fases da vida do homem. Em adultos, o problema tem despontado por causa do uso de medicações e suplementos alimentares de forma inadequada, pois eles agem na hipófise.

A ginecomastia relacionada à glândula pode aparecer quando tumores hipofisários nos homens, por exemplo, levam ao aumento de prolactina no sangue, hormônio produzido pela hipófise em mulheres que estão amamentando que estimula o tecido gandular mamário.

Quais são os sintomas?

O aumento da mama comprometendo o fator estético pode ser um dos primeiros sintomas a ser notado. Porém, existem outros fatores que também causam desconforto no homem e podem ser tidos como indícios para o diagnóstico.

O local pode ficar sensível e dolorido, apresentar coceiras e ter acúmulo também de gordura na região, modificando o aspecto e gerando um crescimento fora do normal.

Mesmo que o tratamento com hormônios seja feito e que haja uma adoção de hábitos saudáveis, na maioria dos casos a regressão não é total e uma intervenção cirúrgica pode ser necessária. Isso porque os medicamentos costumam apenas amenizar o problema e auxiliar na dor.

Existem graus de gravidade da ginecomastia?

A gravidade do distúrbio é dividida em 3 graus, estipulados conforme os sintomas apresentados. O diagnóstico deve ser feito por um médico (endocrinologista; cirurgião plástico ou mastologista), que indicará o tratamento mais adequado. Os graus são:

  • grau 1: surgimento de tecido glandular mamário concentrado em volta da aréola. Nesse caso, não há acúmulo de pele ou gordura, o que torna a remoção mais fácil;
  • grau 2: existência de massa de tecido mamário com a possibilidade de acúmulo de gordura em margens bem definidas, podendo ser removida com uma lipoaspiração;
  • grau 3: além da massa de tecido mamário bastante desenvolvida e da gordura no local, há também flacidez e excesso de pele. Pode ser o caso de uma intervenção cirúrgica mais complexa.

Por que nunca descuidar?

Mesmo que haja esclarecimentos e alertas, não é raro encontrar homens que façam uso de anabolizantes nas academias de todo país.

Se a condição é provocada pelo consumo dessas substâncias, é preciso suspender sua utilização imediatamente. E, mesmo depois de uma intervenção ou uma operação, os cuidados devem ser redobrados para que não haja recorrências.

Por essa razão é que, sempre que for tomar qualquer suplementação, procure por especialistas, profissionais qualificados e autorizados a prescrever medicações e tratamentos. Eles é que poderão ajudar caso ocorra qualquer problema com seu corpo.

A disfunção da testosterona, apontada como um dos motivos para o surgimento da ginecomastia, pode ser prevenida se forem tomadas providências rapidamente e se houver conscientização e informações precisas. Esperamos que esse objetivo esteja sendo cumprido com os artigos que trazemos em nosso blog.

Se você está curioso para conhecer mais sobre a saúde do homem, temos mais um artigo interessante que mostra para que serve a testosterona. Clicando no link, você vai saber qual a importância desse hormônio e como ele atua no corpo masculino. Não deixe de ler!


Autor: André Alves da Silva

Criador da nutrição esportiva em farmácias de manipulação no Brasil. Sócio e CEO da Órion Farmácia de Manipulação Esportiva.

Deixe um comentário