Entenda o que causa as dores musculares e saiba como evitá-las


dores musculares

As dores musculares são desconfortos que, a depender da gravidade, podem até mesmo atrapalhar o nosso rendimento nas atividades diárias. Mas, você sabe como elas surgem e por quais motivos são causadas? Entende o que deve ser feito para evitá-las e o que fazer quando já não são mais suportáveis?

Para descobrir as respostas dessas e de outras perguntas relacionadas ao tema, continue a leitura do post!

O que são as dores musculares?

Quase todo mundo sofreu ou vai sofrer algum dia com as dores musculares, também conhecidas como mialgia. Elas geralmente ocorrem em áreas como pescoço, costas e pernas, podendo envolver mais de um músculo, bem como ligamentos, tendões e fáscias — tecidos responsáveis por conectar músculo e ossos.

O nível de desconforto pode ir de leve a agudo. Normalmente, a dor desaparece em poucos dias, mas em alguns casos ela pode durar meses e se desenvolver em mais de um local do corpo.

O que as causam?

Entre as causas mais comuns das dores musculares estão a tensão, o estresse e a lesão muscular por meio de exercícios físicos ou trabalhos desgastantes. Nesses casos, elas tendem a afetar músculos específicos durante ou logo após a atividade.

É válido ressaltar que o desconforto também pode ser um sinal de condições que afetam todo o corpo, como gripe e demais infecções. Aqui, ele é chamado de dor muscular sistêmica.

Quando ela é persistente, é preciso prestar atenção para não confundi-la com a fibromialgia. Tal condição modifica o sistema capaz de reconhecer a dor, e provoca incômodos generalizados, fadiga, dores de cabeça, entre outros sintomas.

Como evitar as dores musculares?

Se as dores musculares forem causadas por alguma condição específica ou doenças, como mencionamos, o ideal é procurar ajuda médica e, assim, tratar os sintomas. Contudo, quando estão relacionadas à prática de exercícios físicos, é possível adotar algumas atitudes para evitá-las.

Dores musculares pós-academia, por exemplo, são consideradas corriqueiras. No entanto, quando o indivíduo exagera e não presta atenção aos avisos fornecidos pelo corpo, pode sofrer com incômodos agudos — que não são normais e devem ser avaliados por um profissional da saúde.

Abaixo, confira as principais dicas para evitar as dores musculares nesses casos:

  • se for iniciar a prática regular de atividades, comece devagar, respeitando os limites do seu corpo;
  • faça os exercícios corretamente, seguindo um programa adequado e sempre com o auxílio de um profissional;
  • faça um alongamento antes de se exercitar, também sempre com a orientação de um profissional capacitado;
  • hidrate-se bem e cuide da alimentação pós-treino, pois quanto mais rápida for a recuperação dos músculos, menos dores você sentirá.

Como tratá-las?

Quando essas dores se tornam difíceis de suportar, podem ser aliviadas por meio de medicamentos. Entretanto, antes de sair ingerindo qualquer medicação supostamente indicada para isso, é importante entender a causa desses desconfortos.

Se forem causadas por doenças, é necessário medicar a condição para aliviar as dores. E se surgirem da prática de atividades físicas é preciso definir o medicamento e dosagem indicada para cada caso — daí a importância de, independentemente da situação, procurar sempre por um profissional para fazer o tratamento adequado.

As dores musculares precisam ser avaliadas com atenção, uma vez que causam incômodos e podem até mesmo comprometer o rendimento diário de quem sofre com elas. Lembre-se de que é fundamental buscar auxílio médico e não praticar a automedicação.

Gostou do artigo de hoje e quer ler mais conteúdos como este? Confira agora mesmo nosso outro post sobre como reduzir as dores no corpo com exercícios físicos!

Autor: André Alves da Silva

Criador da nutrição esportiva em farmácias de manipulação no Brasil. Sócio e CEO da Órion Farmácia de Manipulação Esportiva.

Deixe um comentário