Vale a pena ter um parceiro de treino?

Ter um parceiro de treino ajuda você a se livrar da preguiça e a não inventar desculpas para abandonar os exercícios. Porém, para o relacionamento funcionar, não pode ser qualquer pessoa. Escolha alguém que esteja tão ou mais disposto que você a conquistar um estilo de vida saudável.
Se você não vê a hora de conseguir mais tempo para inserir as atividades físicas na sua rotina, esta pode ser uma excelente estratégia. Acompanhe o post e conheça os benefícios de ter uma parceria fitness!

Quais são os benefícios de ter um parceiro de treino?

Aliada à alimentação saudável, a prática regular de exercícios físicos é um pré-requisito básico para prevenir uma série de doenças crônicas, reduzir os níveis de estresse e ansiedade e ter mais energia para encarar o dia a dia.
Para muitas pessoas, treinar é algo intrínseco à sua natureza. Já para outras é preciso insistir até que a prática ganhe espaço na rotina, tornando-se um hábito. Veja então por que ter um parceiro de treino faz toda a diferença:

Menos desculpas para faltar

Amigos de verdade se preocupam com o bem-estar um do outro. Por isso, quando pensar em fraquejar, ele não vai deixar que você jogue a toalha. Da mesma forma, também procure incentivá-lo sempre que preciso. Lembrem-se dos objetivos estabelecidos e tratem de suar a camisa para alcançá-los juntos.

Conquista mais rápida de resultados

Quanto mais vocês manterem a regularidade dos exercícios físicos, mais rapidamente seus corpos vão corresponder aos esforços, resultando na diminuição das gorduras localizadas, no aumento da massa magra e na melhora da resistência física.
Além disso, o olhar atento do colega é um grande aliado para corrigir erros de postura e na execução dos movimentos, bem como para evitar exageros (como overtraining).

Melhora da comunicação

Longos papos para dividir as experiências, dificuldades e conquistas vão dar o tom das conversas — antes limitadas aos superficiais aplicativos de mensagens e redes sociais.
Já se a ideia for treinar em casal, a comunicação melhora na medida em que vocês passam mais tempo juntos (em um ambiente neutro) e aprendem a reconhecer a linguagem corporal um do outro, fortalecendo a conexão emocional.

Competição saudável com o parceiro de treino

Se vocês têm o costume de saírem juntos aos finais de semana ou durante as férias, certamente pensarão duas vezes antes de “enfiar o pé na jaca”, pois sabem que isso pode colocar a perder boa parte dos avanços obtidos nos treinos.
Um estilo de vida saudável, com boas noites de sono e menos álcool, faz parte dos bônus que podem colocar um em posição de vantagem em relação ao outro. Como ninguém gosta de ficar para trás, será difícil cederem às tentações.

Gera menos gastos

Aos poucos, vocês trocarão as saídas para comer e beber por atividades ao ar livre, junto a grupos de corrida, de ciclismo, entre outros. Com isso, os gastos com lazer caem consideravelmente.
Além disso, se vocês forem de carro para a academia, podem dividir os custos com combustível e estacionamento pela metade. É possível, até mesmo, conseguir um desconto ao contratar um personal trainer para treiná-los juntos.

Como escolher um parceiro de treino comprometido?

Pode ser um amigo, um familiar ou o(a) próprio(a) companheiro(a). O importante é que seja alguém que jogue a favor do estilo de vida saudável, não uma pessoa que coloque empecilhos no caminho.
Além da sinergia, encontre um parceiro que goste de se manter bem informado. Assim, você sempre terá informações sobre novidades em exercícios, alimentação e suplementação para compartilhar.
E aí, já sabe quem seria a companhia ideal para assumir o posto de parceiro de treino e buscar mais qualidade de vida com você? Com tantos benefícios comprovados, não vão faltar pretendentes dispostos a assumir o “cargo”. Para incentivar os possíveis candidatos, não perca tempo e compartilhe este post em suas redes sociais e acesse o site da Orionlab!

André Alves da Silva

Criador da nutrição esportiva em farmácias de manipulação no Brasil. Sócio e CEO da Órion Farmácia de Manipulação Esportiva.

Este post tem 4 comentários

Deixe uma resposta